Boas notícias: Quando cada um dá um pouquinho, chega e sobra

Há uns tempos, "No Mundo de Luísa", surgiu o seguinte apelo:

"Desculpem estar aqui a maçar-vos com pedidos, mas não resisti. Acabaram de me pedir ajuda para uma família de Matosinhos com 4 filhos e cujos pais estão desempregados. Estão mesmo a passar fome, depois dos contratempos que a vida deles teve. A ultima filha, com o meu nome, nasceu no mês passado e eu disse imediatamente que ajudava por saber que a história é verdadeira e muito comovente. Pensei em reunir bens de primeira necessidade para lhes fazer um cabaz e ajuda-los nesta época mais difícil. Alguém me quer ajudar? Basta um pacote de leite ou de massa, qualquer coisa que ajude. Vou reunir tudo até dia 13 e entregar no próximo fim-de-semana. Obrigada"



A onda de solidariedade que se gerou foi enorme!
Pouco tempo depois, a casa da Luísa já estava assim:





E as coisas continuaram a chegar, até mal caberem na casa da generosa Luísa.

Então, quando a família foi lá buscá-las, foi altura de mais novidades:

"Amigos, hoje tive cá em casa a Luisinha, a bebé cuja família estamos a ajudar, com roupa e alimentos. Com honestidades, seleccionámos aquilo que realmente a família precisava, mas sobraram coisas por estarem repetidas, serem em excesso ou, no caso de roupa, não serem do tamanho adequado. Como tive imensos pedidos de ajuda de outras famílias e instituições, levavam a mal se eu repartisse o que sobrou, levando alegria a muito mais gente? A Ana, mãe da bebé, foi da mesma opinião que eu, mas não queria tomar essa decisão sem a autorização de quem, tão generosamente, deu as coisas."

Logo vários amigos da página disseram que abundância deve ser partilhada e, assim, foi possível tornar mais gente feliz, conforme a Luísa também comentou na página:

"Gostava de dizer a todos que dei coisas aoCoração na rua, Vida Norte (https://www.facebook.com/nortefamiliavida?ref=ts&fref=ts ), vou dar ainda coisas a uma familia de Gaia e roupa a uma senhora de Fernão Ferro"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo comentário e solidariedade ;)